quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Santa Lídia - 03 de Agosto






Santa Lídia, uma das primeiras santas a ser venerada

Uma das primeiras santas a serem veneradas dentro da fé católica
Uma antiga tradição cristã a respeito do culto aos santos demonstra que Santa Lídia foi uma das primeiras santas a serem veneradas dentro da fé católica.
Lídia era uma prosélita, ou seja, uma pagã convertida ao judaísmo. Veio da Grécia asiática e instalou-se para o seu comércio em Filipos, porto do Mar Egeu.
Fez-se cristã pelo ano de 55, quando São Paulo evangelizava essa região. São Lucas, que andava com o Apóstolo, contou este episódio: “…Filipos, que é a cidade principal daquele distrito da Macedônia, uma colônia (romana). Nesta cidade nos detivemos por alguns dias. No sábado, saímos fora da porta para junto do rio, onde pensávamos haver lugar de oração. Aí nos assentamos e falávamos às mulheres que se haviam reunido. Uma mulher, chamada Lídia, da cidade dos tiatirenos, vendedora de púrpura, temente a Deus, nos escutava. O Senhor abriu-lhe o coração, para atender às coisas que Paulo dizia” (At 16,12-14)
As formalidades da canonização levam frequentemente muitos anos. Foram, porém, curtíssimas ao tratar-se de Santa Lídia. Foi Barónio (+ 1607) que, em 1586, com sua própria autoridade, a introduziu no Martirológio romano, cuja revisão lhe estava entregue.
Santa Lídia, rogai por nós!
http://santo.cancaonova.com/santo/santa-lidia-uma-das-primeiras-santas-a-ser-venerada/

Santa Lídia




Santa Lídia
Filippi - Igreja de Santa Lídia
culo I
Os apóstolos Silas, Timóteo e Lucas acompanhavam Paulo em sua segunda missão na Europa, quando chegaram em Filipos, uma das principais cidades da Macedônia, que desfrutava de direitos de colônia romana. Lá encontraram uma mulher que lhes foi de grande valor.
Eles já haviam passado alguns dias na cidade. Mas Paulo e seus companheiros pensavam em ficar até o sábado, pelo menos, pois era o dia em que os correligionários judeus se reuniriam para as orações. Como Filipos não tinha sinagoga, o local mais provável para o encontro seria às margens do pequeno rio Gangas, que passava fora da porta da cidade.
Assim entendendo, ao procurarem o lugar ideal para suas preces, como nos narra são Lucas nos Atos dos Apóstolos, eles foram para lá e começaram a falar com as mulheres que já estavam reunidas. Entre elas estava Lídia, uma comerciante de púrpura, nascida em Tiatira, na Ásia.
Ela escutava com muita atenção, pois não era pagã idólatra, acreditava em Deus, o que quer dizer que tinha se convertido à fé dos judeus. E o Senhor abrira o seu coração para que aderisse às palavras de Paulo.
Lídia era uma proprietária de sucesso, rica, influente e popular, exercendo sua liderança entre os filipenses e, principalmente, dentro da própria família. Isso porque a púrpura era um corante usado em tecidos finos, como a seda e a lã de qualidade. Na época, o tecido já tingido era chamado de púrpura, e o mais valioso existente. Usado como símbolo de alta posição social, era consumido apenas pela elite das cortes.
Quando terminou a pregação, Lídia tornou-se cristã. Com o seu testemunho, conseguiu converter e batizar toda a sua família. Depois disto, ela os convidou: "Se vocês me consideram fiel ao Senhor, permaneçam em minha casa". E os forçou a aceitar.
Esta, com certeza, foi a primeira e maior conquista dos primeiros apóstolos de Cristo. A casa de Lídia tornou-se a primeira Igreja católica no solo europeu.
Lídia usou todo o seu prestígio social, sucesso comercial e poder de sua liderança para, junto de outras mulheres, levar para dentro dos lares a palavra de Cristo, difundindo, assim, a Boa-Nova entre os filipenses. A importância de Lídia foi tão grande na missão de levar o Evangelho para o Ocidente que cativou o apóstolo Paulo, criando um forte e comovente laço de amizade cristã entre eles.
O culto a santa Lídia é uma tradição cristã das mais antigas de que a Igreja Católica tem notícia. A sua veneração é respeitada, pois seus atos são sinais evidentes de sua santidade. Considerada a Padroeira dos Tintureiros, santa Lídia é festejada no dia 3 de agosto.
Fonte: Paulinas em 2013
Santa Lídia
NascimentoSéculo I
Local nascimentoNa cidade asiática de Tiatira
OrdemLeiga
Local vidaMacedônia
EspiritualidadeLídia é considerada a primícia do Cristianismo da Europa. Era uma prosélita da religião hebraica em Filipos, Entre os anos 50 e 53, os apóstolos Paulo, Silas, Timóteo e Lucas foram a Filipos como missionários. Esperaram o sábado para irem à procura de correligionários hebreus que provavelmente se reuniriam para ler a Escritura. Foi quando encontraram Lídia, uma negociante de púrpura, em meio a um grupo de mulheres. Ouviu com tal adoração as palavras de Paulo, que logo usou seus dotes de comerciante, fazendo com que não só ela, como seus familiares pedissem o batismo. Logo os apóstolos foram abrigados na própria casa de Lídia, considerada a primeira Lídia, rica comerciante, logo abandonou a profissão e foi recolher-se na "prosêuca" (lugar de oração) com outras mulheres. São poucos os dados a respeito dos cultos a Lídia, mas os poucos que temos indicam seus evidentes sinais de santidade na sua pronta resposta à graça.
Local morteMacedônia
Fonte informaçãoSanto nosso de cada dia, rogai por nós
OraçãoSenhor, hoje eu quero Vos entregar minha casa e minha família. Que eu seja a Vossa Luz entre as que ainda não crêem; o Evangelho vivo entre os que não o lêem; e saiba levar a fé aos que estão sem esperança. Por intercessão de Santa Lídia, que por amor a Cristo abrigou os apóstolos em sua casa, possa eu também consagrar meu lar ao Senhor Jesus e transformá-lo em uma pequena Igreja doméstica. Amém. Maria, Mãe da Igreja, rogai por nós.
Padroeirodos Tintureiros
Outros Santos do diaOutros santos do dia: Abibão, Aceia, Ari (Márts); Asprémio, Dalmácio, Eufrônio (bispo) Fausto (Monge); Gamaliel, Golfredo(bispo)Lícínia, Leôncia, Amélia e Flávia Lídia, Mônaco (bispo) Marana e Círa(márts); Nicodemos(Mártir); Pedro Julião Eymard.
FONTE: ASJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário